Postado em: 15 de fevereiro de 2021

Hambúguer Alfama: A solução para sua hamburgueria

Com o crescimento do segmento de hamburguerias, e com o aumento de pedidos de delivery ocasionado pela pandemia do COVID – 19, muitos se alçaram a empreender no ramo dos hambúrgueres. A aparente facilidade e praticidade, além da menor exigência de experiência e equipamentos resultou em um aumento significativo de bares, restobares ou “dark kitchens” que passaram a oferecer em seu cardápio opções de hambúrgueres. Porém, com isso também começaram a aparecer os problemas do segmento. E um dos grandes (senão o maior) problema é a produção e conservação dos hambúrgueres:

BLEND DA CASA

Evidente que todos querem ter o seu “blend” da casa e trazer o produto fresco, porém isso traz à tona alguns obstáculos. O primeiro deles é o manejo da carne, caso queira-se trabalhar com a carne em peça. Partimos então do custo da mão de obra para fazer a “boutique” da carne, além da necessidade em investir-se em um moedor. Algumas casas optam por comprar a carne já moída e apenas modelar o hambúrguer. Nesse caso, o custo da carne já moída acaba encarecendo todo o processo. 

CONSERVAÇÃO

Por fim, trabalhar com hambúrguer fresco implica em outro problema: Shelf-Life. Sabemos que a carne fresca tem validade reduzida e com a grande oscilação diária no número de pedidos isso pode gerar dor de cabeça, já que ou a operação pode ter muitos hambúrgueres prontos, o que pode gerar uma grande perda caso não sejam vendidos, ou você pode ter um número reduzido de hambúrgueres prontos, o que pode trazer problemas caso haja um pico de atendimentos.

CONGELAMENTO

Apesar de o congelamento na própria operação ser uma opção, ela não traz um produto com a mesma qualidade: o congelamento tradicional tende a formar grandes cristais de gelo em seu interior, além de cristais de gelo em seu exterior. Isso impacta na textura e qualidade do produto quando o mesmo for descongelado para usar. 

E a solução?

Com todos esses obstáculos havia uma necessidade de um produto que solucionasse esses pontos, sem abrir mão da qualidade. Sob essa ótica, apresentamos a novidade que é a solução para as hamburguerias: O hambúrguer congelado Alfama.

Produto congelado é sinônimo de produto ruim?

O primeiro ponto que precisamos deixar claro é desmistificar a (baixa) qualidade que é sinônimo dos produtos congelados. O processo de congelamento dentro da indústria é feito de forma diferente: Enquanto em nossos aparelhos domésticos o congelamento é feito de forma gradativa, com a temperatura baixando pouco a pouco, na indústria é feito um “ultracongelamento” onde a temperatura do produto baixa muito rapidamente. Isso garante a preservação do valor nutricional, e das características sensoriais (sabor, cor, textura) originais. Nesse caso, temos o melhor dos mundos: a qualidade é a mesma do produto fresco, porém temos um item congelado, o que favorece maior validade (shelf-life). Outro ponto positivo é que os hambúrgueres são embalados individualmente, assim você só retira da caixa o que realmente for utilizar, minimizando possíveis perdas.

Agilidade e redução de desperdícios

O segundo ponto é a operacionalização: o hambúrguer congelado Alfama é uma solução de muita praticidade. Não há necessidade de descongelar-se o produto antes de grelhar. Sendo assim, você realmente só irá retirar o produto do congelador ao receber o pedido. O tempo de cocção é ligeiramente maior do que o produto fresco, em média são 4 a 5 minutos de cada lado para um hambúrguer no ponto (o tempo varia de acordo com o equipamento).

Sabor e suculência na medida certa

A questão final é a qualidade em si do hambúrguer: o “blend” adotado é de cortes do dianteiro, o que cá entre nós traz muito mais sabor. O boi, como animal de tração dianteira, tem maior irrigação sanguínea e maior trabalho físico na sua parte da frente. Claro que isso implica em uma carne de textura mais rígida, mas quando falamos do hambúrguer em si, isso não interfere em nada, já que o processo de moagem destrói as fibras da carne. Sendo assim temos uma carne de muito mais sabor, sem as fibras que a deixariam rígida. O equilíbrio da quantidade de gordura também é algo muito importante: Se colocarmos gordura demais nosso hambúrguer diminui demais ao ser grelhado, além de ficar com sabor demasiadamente untuoso e torna-se até enjoativo. Por outro lado, se colocamos gordura de menos, nosso hambúrguer fica com uma textura seca, perde sabor e palatabilidade, além de rachar por ressecar na parte de fora. O hambúrguer congelado Alfama tem 18% de gordura, garantindo toda a suculência e o sabor.

Falando de sabor, o produto não recebe nenhum tipo de tempero ou sal na sua produção, ou seja, você tem a liberdade de dar seu toque pessoal. Você deve finalizá-lo com sal durante a cocção, e aí tem a liberdade de acrescentar outros ingredientes ao tempero: pimentas, ervas frescas ou desidratas ou especiarias são muito bem-vindas para dar sua personalização ao sabor final. Por fim vale salientar o peso do hambúrguer: estamos falando de um produto com 150 gramas, o peso médio adotado nas hamburguerias para seus hambúrgueres caseiros.  Esqueçam o que conheciam sobre hambúrgueres prontos, pois esse é um hambúrguer artesanal, em textura, sabor e tamanho.